Frota própria ou terceirizada: qual é mais vantajosa?


Uma grande dúvida de empreendedores que trabalham com transporte é: utilizar frota própria ou terceirizada? Isso acontece porque existem vários pontos que envolvem essas gestões — vantagens e desvantagens — e a análise a respeito de qual escolha é a melhor para o negócio acaba sendo difícil.

Pensando nisso, decidimos criar esse artigo para esclarecer quais são os principais pontos de ter uma frota própria ou contratar uma frota terceirizada para te ajudar a escolher qual é melhor para o seu negócio. Quer saber mais sobre esse assunto? Confira agora mesmo:

Frota própria
As principais vantagens com relação à frota própria é o processo de tomada e decisão — que é mais rápido e totalmente independente — e a gestão ativa da equipe, o que faz com que as melhorias e os treinamentos sejam mais facilmente implantados e controlados.

Por outro lado, a questão de manutenção, seguros e licenças também são responsabilidades da empresa, o que pode acabar gerando custos mais elevados e mais obrigações com as quais a empresa precisa arcar.

Frota terceirizada
As maiores vantagens de manter a frota terceirizada são a questão dos custos — que são pré-estabelecidos e fazem com que o gestor tenha maior controle sobre seu orçamento — e a estrutura da equipe, que é mais enxuta, uma vez que a equipe de transporte é responsabilidade da empresa contratada , o que contribui para a redução dos custos.

Já pelo lado das desvantagens, o gestor possui menor autonomia no que diz respeito à tomada de decisão e ao controle sobre a equipe. Outro ponto que pode acabar complicando a rotina é a negociação a respeito das contratações de frete, que podem ser demoradas e possuir um custo bem elevado.

A importância do planejamento das rotas
Independentemente de a empresa optar por gerir a frota de maneira própria ou terceirizada, um ponto que deve sempre estar em pauta e ser motivo de atenção por parte dos gestores é o planejamento das rotas. Mesmo que o serviço de transporte seja terceirizado, é importante analisar e planejar antecipadamente quais rotas devem ser cumpridas na distribuição das mercadorias.

Esse planejamento ajuda a otimizar o transporte, fazendo com que os custos sejam reduzidos, além de considerar pontos importantes na roteirização como, por exemplo, a restrição de circulação de cargas em determinadas localidades, quais caminhos são mais viáveis, a condição das vias, entre outras coisas.

Conheça o MinhasRotas e como ele pode ajudar sua empresa a fazer um planejamento de rotas mais eficaz.

Escolher a gestão da frota acaba sendo um grande desafio para muitas empresas. Mas, antes que essa decisão seja tomada, é necessário avaliar primeiramente o modelo de negócios, quais são as principais necessidades — como autonomia para tomar decisões ou manter uma equipe mais enxuta, por exemplo — e, principalmente, o orçamento a ser respeitado.

Agora, aproveite os comentários e conte para a gente: a sua empresa trabalha com frota própria ou terceirizada? Como foi o processo dessa tomada de decisões e quais pontos foram levados em consideração? Não deixe de compartilhar suas experiências conosco e participar da conversa!

admin
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.