Como calcular o frete de transportadoras?


Uma das grandes contas das empresas hoje em dia é o orçamento e os gastos com frete. Se a empresa for uma transportadora, por exemplo, essa não é apenas uma, mas a única forma de receita do negócio. Independentemente de ser um prestador do serviço ou o contratante, o cálculo do frete é de muita importância, e acaba gerando muitas dúvidas entre gestores e profissionais que lidam com essa área.

No post de hoje vamos falar mais sobre como calcular o frete e entender melhor como as transportadoras fazem para basear seus valores de cobrança. Quer saber mais? Então continue acompanhando:

O que as transportadoras levam em consideração na hora de fazer o cálculo?

Os cálculos podem variar de empresa para empresa, mas normalmente as empresas utilizam como parâmetro:

Frete peso: o cálculo entre o maior valor entre o peso bruto e o peso cubado da carga
Valor da nota fiscal: uma vez que algumas transportadoras fazem a cobrança do frete através de um percentual sobre o valor da carga, além do fato de que em alguns casos, mercadorias mais valiosas possuem um valor de frete mais oneroso.
Distância entre o local de origem e o local de destino: algumas transportadoras cobram o frete por km rodado, por isso, essa é mais uma variável que influenciará na cobrança do frete — uma vez que muitas empresas efetuam o cálculo com base em uma tabela de distâncias.

Existe a incidência de quais taxas sobre o valor do frete?

Além dos fatores que citamos acima, o frete sofre incidência de algumas taxas, das quais vamos falar a seguir:

GRIS: essa é a taxa referente ao gerenciamento de risco e visa cobrir os custos que a transportadora possui com relação a medidas de combate ao roubo de carga, por exemplo. É cobrada com base em um percentual sobre o valor da mercadoria informado na NF. (Essa é uma das razões pelas quais o valor da mercadoria é considerado para cálculo do frete).
Ad Valorem: é utilizada para incorporar seguro à mercadoria que não está assegurada quando não está em trânsito. Essa taxa também é calculada com base no valor da mercadoria.
Pedágio: dependendo do percurso a ser realizado, há incidência da cobrança de pedágio. Quando a carga é fracionada, a lei permite que seja feito o rateio do valor.
ICMS: esse imposto é calculado para as operações de circulação de mercadorias. Sempre será incluso no cálculo do frete.

A importância do planejamento das rotas

Podemos dizer que o planejamento das rotas é fundamental para que o valor seja cobrado de forma mais justa e adequada.

O MinhasRotas é uma ferramenta que auxilia no planejamento das rotas, realizando os cálculos de quilometragem, custos com combustível e cobranças de pedágios — variáveis que influenciam diretamente no custo total do frete.

Saber calcular o frete é importante tanto para as transportadoras — para que consigam obter lucro com a operação — quanto para as empresas contratantes, uma vez que, por se tratar de valores, é importante sempre fazer uma conferência antes de validá-los.

Agora que você já sabe melhor como o frete é calculado, conte-nos sobre sua experiência com cálculo de frete através dos comentários!

admin
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.